DESTAQUES​

INFORMAÇÕES AOS UTENTES

Informamos os nossos estimados clientes que estaremos encerrados no sábado, dia 5 de Outubro de 2019. 

CARDIOLOGIA | “Cinco conselhos para um coração saudável”

O coração “é o músculo mais importante do nosso corpo, composto por duas bombas musculares, do lado direito e do lado esquerdo, que batem em simultâneo. As doenças cardíacas e cardiovasculares são das principais causas de morte em todo o mundo. Para evitá-las, é preciso manter um coração saudável.”

“Todos sabemos que uma alimentação saudável e a prática de exercício físico são benéficas para a saúde. No entanto, quantos de nós por vezes nos esquecemos destes conselhos vitais? Aproveitamos o facto de maio ser o mês do coração para falar com um cardiologista que nos fez uma “revisão da matéria dada” sobre como ter – e manter – um coração saudável. Não existe um truque de magia, mas sim cinco conselhos que, se forem seguidos à risca, podem ajudar e prevenir problemas cardíacos/cardiovasculares. Uma regra que já sabe à partida é não fumar ou deixar de fumar”.

1. Controlar a hipertensão
“A circulação do sangue implica alguma pressão sobre as paredes das artérias sendo esse processo que origina a “tensão arterial”. A hipertensão acontece quando há um excesso de pressão, situação que pode ter origem genética ou ambiental. Por ser uma doença inicialmente silenciosa, o diagnóstico pode tardar demasiado. Segundo a Fundação Portuguesa de Cardiologia, dois milhões de portugueses são hipertensos, ainda que só metade o saiba e apenas 25% esteja medicado. Perante este cenário, José Nascimento aconselha que a medição da pressão arterial seja feita com regularidade. “Uma pessoa de 40 anos e que não sofra de hipertensão deve fazer a medição duas a três vezes por ano. Já alguém que tenha um historial de hipertensão na família deve fazê-lo de dois em dois meses”, esclarece o cardiologista”.

2. Medir os níveis de colesterol regularmente
“Estima-se que mais de um terço das pessoas em todo o mundo tenha níveis de LDL elevados no organismo. Quando os níveis de colesterol LDL ¬– vulgarmente conhecido como “mau colesterol” – estão elevados, começa a haver deposição de gordura nas paredes dos vasos sanguíneos, formando placas de gordura (placas de aterosclerose) que, com o tempo, podem dificultar a passagem do sangue e levarem a um enfarte agudo do miocárdio ou a um acidente vascular cerebral (AVC). Para uma análise global, José Alves Nascimento aconselha que seja medido o colesterol total, ou seja, aquele que engloba o LDL, mas também o HD – o “bom colesterol”, que impede o mau colesterol de se alojar na parede das artérias. “Para quem não sofre da patologia, o controlo deve ser anual. Já para aqueles com fatores de risco e à medida que a idade vai avançando, devem consultar um médico que, tendo em conta todo o historial, indicará qual a periodicidade com que deve medir esses valores”, refere”.

3. Controlo da diabetes
“O cardiologista considera que o controlo da diabetes é um dos pilares fundamentais para manter uma boa saúde do coração. Mas antes, vale a pena recordar do que se trata. A diabetes acontece quando existe excesso de açúcar – a glicose – no sangue. Isso acontece quando o pâncreas – responsável por ajudar a glicose a passar do sangue para o interior das células – não é capaz de produzir insulina em quantidade suficiente. Quando isso acontece, o organismo entra em hiperglicemia, ou seja, a glucose acumula-se no sangue, deteriorando progressivamente os vasos sanguíneos. Por esta razão, as doenças como a angina de peito, o enfarte agudo do miocárdio e a morte cardíaca súbita são mais frequentes em doentes diabéticos. “É importantíssimo que sejam feitas análises pelo menos uma vez por ano”, lembra o especialista, deixando como indicação a avaliação da hemoglobina glicada (HbA1C), uma análise ao sangue que possibilita determinar os valores médios de açúcar no sangue nos últimos dois a três meses. Para o especialista, este é um dos instrumentos mais importante para avaliar o controlo glicémico da pessoa com diabetes e, também, para confirmar o diagnóstico de diabetes ou de pré-diabetes”.

4. Comer de forma saudável
“Neste ponto não há dúvidas. “Uma dieta rica em fruta e legumes vai ajudar o organismo a funcionar melhor, ao contrário do consumo de fritos e de gorduras, por exemplo”, esclarece José Alves Nascimento. O médico aconselha um consumo mais regular de peixe e defende que a carne deve ser ingerida mais esporadicamente, uma vez que o peixe gordo pode ajudar a reduzir o risco de doenças do coração e melhorar as hipóteses de sobrevivência após um ataque cardíaco. “Em Portugal não se come mal”, lembra, “mas falta reduzir as quantidades de sal utilizadas”. O consumo diário de sal por português estará acima de 10 gramas, quando a recomendação da Organização Mundial da Saúde aponta para cinco gramas diários”.

5. Praticar exercício físico
Segundo dados da Fundação Portuguesa de Cardiologia, dois em cada três portugueses são sedentários e 67% da população pratica menos de uma hora e meia de atividade física ao longo da semana. Isto acontece quando está cientificamente provado que a atividade física reduz o risco de ataques cardíacos em mais de 30%. O cardiologista José Alves Nascimento defende a prática de atividade física para manter o coração em forma, “mas sem excessos”. Exercícios de manutenção na passadeira ou bicicleta serão os mais indicados. No entanto, alerta para a importância da realização prévia de exames para perceber se está ou não apto para a prática de atividade física, assim como para saber qual grau de intensidade mais indicado. “A partir dos 30 anos e sem historial clínico, uma prova de esforço e um ecocardiograma são essenciais”, salienta”.

retirado de: https://advancecare.pt/…/cinco-conselhos-para-um-coracao-sa…

CLIQUE AQUI E MARQUE A SUA CONSULTA OU LIGUE  234 667 678 | 967 967 787

CARDIOLOGIA | “Cinco conselhos para um coração saudável”

O coração “é o músculo mais importante do nosso corpo, composto por duas bombas musculares, do lado direito e do lado esquerdo, que batem em simultâneo. As doenças cardíacas e cardiovasculares são das principais causas de morte em todo o mundo. Para evitá-las, é preciso manter um coração saudável.”

“Todos sabemos que uma alimentação saudável e a prática de exercício físico são benéficas para a saúde. No entanto, quantos de nós por vezes nos esquecemos destes conselhos vitais? Aproveitamos o facto de maio ser o mês do coração para falar com um cardiologista que nos fez uma “revisão da matéria dada” sobre como ter – e manter – um coração saudável. Não existe um truque de magia, mas sim cinco conselhos que, se forem seguidos à risca, podem ajudar e prevenir problemas cardíacos/cardiovasculares. Uma regra que já sabe à partida é não fumar ou deixar de fumar”.

1. Controlar a hipertensão
“A circulação do sangue implica alguma pressão sobre as paredes das artérias sendo esse processo que origina a “tensão arterial”. A hipertensão acontece quando há um excesso de pressão, situação que pode ter origem genética ou ambiental. Por ser uma doença inicialmente silenciosa, o diagnóstico pode tardar demasiado. Segundo a Fundação Portuguesa de Cardiologia, dois milhões de portugueses são hipertensos, ainda que só metade o saiba e apenas 25% esteja medicado. Perante este cenário, José Nascimento aconselha que a medição da pressão arterial seja feita com regularidade. “Uma pessoa de 40 anos e que não sofra de hipertensão deve fazer a medição duas a três vezes por ano. Já alguém que tenha um historial de hipertensão na família deve fazê-lo de dois em dois meses”, esclarece o cardiologista”.

2. Medir os níveis de colesterol regularmente
“Estima-se que mais de um terço das pessoas em todo o mundo tenha níveis de LDL elevados no organismo. Quando os níveis de colesterol LDL ¬– vulgarmente conhecido como “mau colesterol” – estão elevados, começa a haver deposição de gordura nas paredes dos vasos sanguíneos, formando placas de gordura (placas de aterosclerose) que, com o tempo, podem dificultar a passagem do sangue e levarem a um enfarte agudo do miocárdio ou a um acidente vascular cerebral (AVC). Para uma análise global, José Alves Nascimento aconselha que seja medido o colesterol total, ou seja, aquele que engloba o LDL, mas também o HD – o “bom colesterol”, que impede o mau colesterol de se alojar na parede das artérias. “Para quem não sofre da patologia, o controlo deve ser anual. Já para aqueles com fatores de risco e à medida que a idade vai avançando, devem consultar um médico que, tendo em conta todo o historial, indicará qual a periodicidade com que deve medir esses valores”, refere”.

3. Controlo da diabetes
“O cardiologista considera que o controlo da diabetes é um dos pilares fundamentais para manter uma boa saúde do coração. Mas antes, vale a pena recordar do que se trata. A diabetes acontece quando existe excesso de açúcar – a glicose – no sangue. Isso acontece quando o pâncreas – responsável por ajudar a glicose a passar do sangue para o interior das células – não é capaz de produzir insulina em quantidade suficiente. Quando isso acontece, o organismo entra em hiperglicemia, ou seja, a glucose acumula-se no sangue, deteriorando progressivamente os vasos sanguíneos. Por esta razão, as doenças como a angina de peito, o enfarte agudo do miocárdio e a morte cardíaca súbita são mais frequentes em doentes diabéticos. “É importantíssimo que sejam feitas análises pelo menos uma vez por ano”, lembra o especialista, deixando como indicação a avaliação da hemoglobina glicada (HbA1C), uma análise ao sangue que possibilita determinar os valores médios de açúcar no sangue nos últimos dois a três meses. Para o especialista, este é um dos instrumentos mais importante para avaliar o controlo glicémico da pessoa com diabetes e, também, para confirmar o diagnóstico de diabetes ou de pré-diabetes”.

4. Comer de forma saudável
“Neste ponto não há dúvidas. “Uma dieta rica em fruta e legumes vai ajudar o organismo a funcionar melhor, ao contrário do consumo de fritos e de gorduras, por exemplo”, esclarece José Alves Nascimento. O médico aconselha um consumo mais regular de peixe e defende que a carne deve ser ingerida mais esporadicamente, uma vez que o peixe gordo pode ajudar a reduzir o risco de doenças do coração e melhorar as hipóteses de sobrevivência após um ataque cardíaco. “Em Portugal não se come mal”, lembra, “mas falta reduzir as quantidades de sal utilizadas”. O consumo diário de sal por português estará acima de 10 gramas, quando a recomendação da Organização Mundial da Saúde aponta para cinco gramas diários”.

5. Praticar exercício físico
Segundo dados da Fundação Portuguesa de Cardiologia, dois em cada três portugueses são sedentários e 67% da população pratica menos de uma hora e meia de atividade física ao longo da semana. Isto acontece quando está cientificamente provado que a atividade física reduz o risco de ataques cardíacos em mais de 30%. O cardiologista José Alves Nascimento defende a prática de atividade física para manter o coração em forma, “mas sem excessos”. Exercícios de manutenção na passadeira ou bicicleta serão os mais indicados. No entanto, alerta para a importância da realização prévia de exames para perceber se está ou não apto para a prática de atividade física, assim como para saber qual grau de intensidade mais indicado. “A partir dos 30 anos e sem historial clínico, uma prova de esforço e um ecocardiograma são essenciais”, salienta”.

retirado de: https://advancecare.pt/…/cinco-conselhos-para-um-coracao-sa…

CLIQUE AQUI E MARQUE A SUA CONSULTA OU LIGUE  234 667 678 | 967 967 787

UROLOGIA

A Urologia é a especialidade que se dedica ao diagnóstico e tratamento das doenças do aparelho urinário em ambos os sexos e das doenças do aparelho genital e reprodutor masculino.
Especificamente, a Urologia diferencia-se em diversas áreas, tais como: oncologia (cancros do rim, uréter, bexiga, próstata, testículos e pénis), doenças da glândula adrenal, litíase do aparelho urinário (pedras do rim, uréter e bexiga), doenças da bexiga e uretra (incontinência urinária, bexigas neurogénicas, síndrome da bexiga dolorosa, as doenças da próstata), urologia pediátrica e a andrologia (disfunção erétil, anomalias da diferenciação e determinação sexual e infertilidade masculina).

ORTOPEDIA

Nem todas as doenças estão associadas ao trauma. Certas alterações podem ocorrer naturalmente, tais como: deformidades ósseas, luxações congénitas, cancro, e especificamente doenças da coluna, artrose, bursite, hérnia, gota, tendinites, artrites, edemas, entre outros. Todos estes casos poderão ser avaliados pelo médico ortopedista, através de métodos clínicos, físicos e cirúrgicos. 
Cuide da estrutura de seu corpo e assegure a capacidade de se movimentar bem!

PODEMOS AJUDÁ-LO A SI E À SUA EMPRESA! 

CLIQUE AQUI PARA FALAR COM O RESPONSÁVEL OU LIGUE  234 667 678 | 967 967 787

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

“Proteger a saúde dos trabalhadores, prevenir doenças ocupacionais, controlar riscos profissionais e permitir o acesso dos trabalhadores a serviços de Saúde Ocupacional são, segundo Jorge Barroso Dias, presidente da Direção da Sociedade Portuguesa de Medicina do Trabalho (SPMT), os principais focos da missão da medicina do trabalho”. 
“Tem como principal benefício para o trabalhador a prevenção de doenças ou riscos associados à função que desempenha, assim como salvaguardar o direito ao trabalho com saúde. Já ao empregador, é essencial para garantir a saúde dos colaboradores e do seu valor enquanto membros ativos. Os médicos do trabalho avaliam a aptidão para o trabalho em função do tipo de riscos profissionais e do estado de saúde do trabalhador e emitem uma ficha de aptidão onde dão recomendações de como adaptar as condições de trabalho ao trabalhador, contribuindo para combater o crescimento de doenças profissionais e o absentismo”.

Retirado de: https://lifestyle.sapo.pt/…/para-que-serve-a-medicina-do-tr…

CLIQUE AQUI E MARQUE A SUA CONSULTA OU LIGUE  234 667 678 | 967 967 787

CONSULTAS DE DERMATOLOGIA

Conheça algumas curiosidades sobre a sua pele!

“A nossa pele é o maior e mais versátil órgão do corpo humano. Se pararmos para pensar, vamos ver o quão complexa e sofisticada a pele é. Ela tem no mínimo quatro funções básicas: regula a temperatura corporal, é uma barreira contra micro-organismos, permite o tato e funciona como invólucro do organismo. A pele é o órgão que cobre todo o nosso corpo e cresce connosco”. 

– A pele pode ser dividida em 4 categorias: oleosas, secas, mistas e normal.
– A sua pele perde cerca de 50 mil células por minuto.
– A pele consegue libertar por dia 11 litros de suor. As únicas partes do corpo que não suam são as margens dos lábios, em baixo das unhas e os tímpanos.
– As impressões digitais só aparecem nos fetos no terceiro mês de gestação.
– Ao longo da vida perdemos em média de 47 quilos de pele.
– A pele tem 5 tipos diferentes de recetores sensíveis ao toque e à dor.
– As células são substituídas por outras novas a cada 28 dias.
– Depois dos 30 anos, a renovação das células torna-se 20% mais lenta.

Retirado de www.dermatologistacuritiba.com

CLIQUE AQUI E MARQUE A SUA CONSULTA OU LIGUE  234 667 678 | 967 967 787

CONSULTAS DE OFTALMOLOGIA

Chegou o Verão! Cuide dos seus olhos!

Com a subida da intensidade da luz solar e dos raios ultravioleta, os cuidados com a visão devem ser redobrados de forma a evitar lesões oculares, tais como: queimaduras na superfície ocular, alterações agudas da córnea e da conjuntiva, cataratas e degenerescência macular ligada à idade.

Recomendam-se algumas medidas de prevenção:

– Exposição solar: Evite a exposição solar entre as 11h00 e as 16h00.

– Óculos de sol: Para uma maior proteção dos olhos é essencial o uso de óculos de sol com proteção UV.
– Chapéus e bonés: Os chapéus proporcionam uma barreira sobre a radiação solar direta.

 

CONSULTAS DE NUTRIÇÃO

Precisa de ajuda para seguir uma dieta saudável e sem esforço? 

Não perca tempo! Marque a sua consulta de nutrição

CONSULTAS DE PSICOLOGIA CLÍNICA

“Não somos apenas o que pensamos ser…somos mais. Somos o que lembramos…e aquilo que nos esquecemos. Somos as palavras que trocamos, os enganos que cometemos e os impulsos a que cedemos!”                                                                                                                                    Sigmund Freud

CLIQUE AQUI E MARQUE A SUA CONSULTA OU LIGUE  234 667 678 | 967 967 787

DIA MUNDIAL DA HIPERTENSÃO

17 de Maio de 2019

“A Pressão Arterial (PA) é a força com que o sangue circula pelo interior das artérias no corpo. A Hipertensão Arterial (HTA) ocorre quando esta pressão se encontra elevada de forma crónica. A PA tem duas medidas: a pressão arterial sistólica ou “máxima” e a pressão arterial diastólica ou “mínima”. A primeira corresponde ao momento em que o coração contrai, enviando o sangue para todo o corpo. A segunda ocorre quando o coração relaxa para se voltar a encher de sangue”.
(…) “Regra geral, a HTA não provoca quaisquer sintomas nos primeiros anos de doença. Nalguns casos, pode manifestar-se através de sintomas como cefaleias, tonturas, mal-estar difuso, visão desfocada, dor no peito ou sensação de falta de ar, sintomas estes que são comuns a muitas outras doenças. Contudo, com o passar dos anos, a PA elevada acaba por lesar os vasos sanguíneos e alguns órgãos vitais (cérebro, coração, rins) podendo provocar alguns sinais e sintomas relacionados com estas complicações”.

(continue a ler o artigo em: https://www.sphta.org.pt/pt/base8_detail/24/89 )

DIA DA FAMÍLIA
15 de Maio de 2019

CLIQUE AQUI E MARQUE A SUA CONSULTA OU LIGUE  234 667 678 | 967 967 787

CONSULTAS DE GINECOLOGIA

Sabia que todas as mulheres deviam realizar a Citologia, no mínimo, uma vez por ano? 
Também conhecido como Papanicolau, o exame pélvico realizado em consulta de Ginecologia, permite detetar infeções ou lesões e fazer o rastreio do cancro do colo do útero.
Adicionalmente, a consulta de Ginecologia integra também o exame da mama, assim como uma conversa acerca de vários aspetos da saúde e sexualidade, nomeadamente contraceção, planos de gravidez, menstruação ou menopausa…

DIA NACIONAL DO DADOR DE SANGUE

27 de Março de 2019

Dar sangue é um gesto muito simples que pode salvar uma vida!

Já se pode inscrever para uma Recolha de Sangue a ocorrer nas nossas instalações (Data e Hora a definir)

Inscreva-se! 

Clique aqui e envie-nos a sua mensagem com os seguintes dados: Nome, Número do Cartão de Cidadão e Contacto Telefónico. 

CLIQUE AQUI E MARQUE A SUA CONSULTA OU LIGUE  234 667 678 | 967 967 787

DIA MUNDIAL DA SAÚDE ORAL

20 de Março de 2019

“Portugal é o segundo País da União Europeia com maiores carências na Saúde Oral. Mais de 70 por cento dos portugueses tem falta de dentes e 55 por cento das pessoas não tem nada a substituir”.

“São também 65% as famílias que nunca levaram os seus filhos ao dentista antes dos seis anos e 50% dos idosos com mais de 65 anos não têm qualquer dente em boca”.

(Retirado de Lifestyle ao Minuto)

Agora já pode usufruir do seu Seguro de Saúde. 

Fazemos parte dos prestadores Medis, Medicare e Future Healthcare.

Galeria de imagens

(Clique na imagem para aumentar)